Terminou em tragédia

Ao defender o controle de capitais para evitar a volatilidade no câmbio, o economista Plínio de Arruda Sampaio Júnior, da Unicamp, acusou o governo de adotar a “teoria da boate Kiss: não importa o volume (de dólares) que entra, a gente segura na saída”, ironiza, acrescentando que câmbio livre para um país com passivo externo da ordem de US$ 1,5 trilhão significa abdicar da soberania na condução da economia.
 
Manifesto
Em relação aos protestos pelas ruas do Brasil, Plínio de Arruda Sampaio Jr. considera que querer resolver a questão do financiamento de políticas públicas sem romper com a Lei de Responsabilidade Fiscal “é querer fazer a quadratura do círculo”. Para ele, as ruas pedem outra ordem de prioridades, entre elas “o fim do superávit primário e a renegociação das dívidas estaduais”, diz o economista da Unicamp. “O neodesenvolvimentismo do governo já foi desmontado. Está na hora de outro manifesto dos economistas”, advoga.
 
Culpa do Abreu
Com os sistemas dos bancos Bradesco e Caixa fora do ar, nesta sexta-feira, os clientes, já transtornados nas filas quilométricas nas agências pelo país afora, colocaram a culpa nos bancos, em “hackers do Movimento Passe Livre (MPL)” e até em tempestade geomagnética causada pelo sol. A desculpa dos bancos foi que “houve intermitência” em seus sistemas centrais. Só para relembrar: o sistema dos bancos já ficou fora do ar em maio e junho desse ano.
 
Desafios
Silvio Sinedino, presidente, e Fernando Siqueira, vice-presidente da Aepet, vão proferir palestra nesta segunda-feira, às 17h30, com o tema “A Petrobras hoje: problemas e desafios”. O evento é organizado pelo Movimento em Defesa da Economia Nacional (Modecon) e ocorrerá na Associação Brasileira de Imprensa (ABI, Av. Araújo Porto Alegre, 71, 7º andar, Centro/RJ).
 
Vida privada
A Booz Allen Hamilton (BAH), empresa para a qual trabalhava Edward Snowden (que denunciou a espionagem global realizada pelos Estados Unidos), recebe do governo estadunidense 99% da sua receita, que somou US$ 5,8 bilhões em 2012. O site AlterNet.org mostra que 70% do orçamento de inteligência dos EUA são destinados às empresas privadas, o que representa cerca de US$ 56 bilhões anuais. São mais de 1.200 organizações governamentais e mais de 1.900 empresas privadas, das quais cerca de 500 mil funcionários detêm classificações “Top Secret”, o que lhes garante o acesso ao mesmo nível de informações que Snowden.
A BAH teve origem na consultora Booz Allen, da qual se separou em 2008, vendida por US$ 2,54 bilhões ao Carlyle Group, empresa de investimentos de US$ 170 bilhões, que tem ou já teve entre os seus dirigentes e conselheiros nomes como o do ex-presidente George H.W. Bush, o ex-premier britânico John Major e o ex-secretário de Defesa Frank Carlucci.
 
Lucro próprio
“Independentemente do destino do ex-analista de inteligência Edward Snowden, as suas revelações sobre o vasto conluio da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) com empresas operadoras de telefonia e internet, para espionar os usuários, escancararam não apenas as colossais dimensões do complexo de segurança nacional estadunidense, mas também a sua virtual privatização, que contribui grandemente para transformá-lo numa instituição predominantemente voltada para lucrar com a sua autopreservação”, critica o boletim eletrônico semanal Resenha Estratégica.
 
Porta giratória
Finalmente, lembra a Resenha Estratégica, há a porta giratória – ou o que o presidente Dwight D. Eisenhower chamava “influência indevida”. “Com poucos regulamentos ou sem perguntas feitas no Capitólio, centenas de ex-altos funcionáiros da NSA e da CIA migraram do governo para o setor privado, e de volta para o governo. O astro deles é Michael McConnell, que foi diretor da NSA no primeiro mandato de Bill Clinton, voltou à Booz Allen por dez anos, foi diretor de Inteligência Nacional de George W. Bush, de 2007 a 2009, e retornou à Booz Allen.”
 
Vai e volta
Qualquer semelhança com BNDES e Banco Central…
 
Artigo anteriorPerdas e ganhos
Próximo artigoPaís primário
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Quem ganha com desempenho do PIB brasileiro

Setores beneficiados pelo dólar crescem, enquanto desemprego bate recorde.

Alta recorde de commodities vai continuar por quanto tempo?

Diante de juros baixos, especulação vai para ativos reais.

Projeto de AMLO não atrai classe média mexicana

Presidente consegue vitórias nas eleições, mas perde voto urbano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Anvisa, vacinas e mortes

Por Pedro Augusto Pinho.

Só 2% de 1,3 bi de pessoas receberam dose da vacina na África

Continente precisa de 225 milhões de doses para cumprir meta até setembro.

Unctad: Após covid planeta deve ter recuperação mais verde e inclusivo

Fórum promove o diálogo sobre como o comércio pode contribuir para um mundo mais próspero, inclusivo e sustentável, que beneficie as pessoas.

Ethimos abre 34 vagas de emprego no estado de SP

Oportunidades são para a capital e oito cidades do interior.