Demitir é barato

A divulgação de pesquisa do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostrando que a rotatividade do trabalho no Brasil alcança 36%, quando excluídas as demissões por transferências, aposentadorias, falecimentos e demissões voluntárias, desmonta um dos mitos mais recorrentes mobilizados pelos setores mais reacionários da elite tupiniquim: o do elevado custo da mão-de-obra no país.
Segundo dados de 2007 e 2009 analisados pelo BNDES, na construção civil, as demissões  imotivadas alcançam 86,2% dos trabalhadores e, na agricultura, 74,4%. Ou seja, diferentemente do que propugnam os ávidos por reduzir direitos trabalhistas e sociais, demitir no Brasil é muito barato.

Dupla pressão
A elevada rotatividade da mão-de-obra serve ainda para engrossar o exército industrial de reserva, que deprime os salários pagos no país. Segundo a pesquisa, 50% dos trabalhadores que perdem o emprego não conseguem se recolocar no mercado de trabalho. Além disso, grande parte dos que conseguem arrumar o emprego obtêm salários menores do que a ocupação anterior.

A história é mais antiga
O cientista social Theotonio dos Santos, integrante do Conselho Editorial do MM, recebeu o título de professor emérito da Universidade Federal Fluminense (UFF), na última quarta-feira. Em seu discurso, Santos reiterou  sua crítica ao eurocentrismo, base da Teoria da Dependência, da qual é um dos signatários: “A hegemonia européia se deveu a um momento histórico específico, de predominância do capital. Até hoje a ciência econômica afirma que a economia não pode viver sem ele, mas isso aconteceu durante milênios”, enfatizou o homenageado, que é doutor em Economia por notório saber.

Tempos efervescentes
Durante a cerimônia, foi ressaltado que desde muito jovem Theotonio dos Santos já exibia grande maturidade e acurada visão da realidade. Para ele, isso se deveu ao momento histórico que o país vivia nos anos 50: “A tensão pelo desenvolvimento provoca definição de vocações muito fortes, inclusive na juventude. A Teoria da Dependência se formou na Universidade de Brasília (UnB), que é um dos capítulos daquela época”, relembrou, acrescentando que a China hoje vive momento semelhante ao do período JK.

Conteúdo incômodo
Anfitrião da homenagem, o diretor do Instituto de Ciências Humanas e Filosofia da UFF, Francisco de Assis Palharini, observou que ao acessar o blog de Theotonio através do Google, encontrou mensagem advertindo que  “o blog que você está prestes a abrir possui conteúdo adequado somente para adultos”. Como o objetivo do blog é estimular o debate de idéias, a advertência soa, no mínimo, estranha, principalmente, partindo de que uma empresa que se apresenta como defensora da liberdade de imprensa e acusa a China de censura.

Sem planejamento
A Secretaria de Estudos Estratégicos foi criada para abrigar Mangabeira Unger. Durante dois anos, Mangabeira dedicou-se a preparar sozinho um projeto estratégico para o Brasil. Com repercussão zero – nem o presidente Lula o recebia – abandonou o cargo e voltou para os Estados Unidos. Substituiu-o o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, estilo oposto ao de Mangabeira. Começou a preparar, encomendado por Lula, o plano Brasil 2022, que agora vem à luz. Samuel vai-se embora com o novo governo e será substituído pelo ex-governador Moreira Franco. Alguém dúvida que Moreira vai jogar na lata de lixo o Brasil 2022 e se dedicar à política do dia-a-dia, mais do seu feitio?

Volta à República Velha
Pelo lado das exportações,
Vem do vice-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, exemplo emblemático de como, mais e mais, o país reprimariza sua pauta de exportações. Segundo Castro, as exportações de minério de ferro devem crescer em US$ 9,3 bilhões, ano que vem. Esse valor é superior ao incremento do superávit total do Brasil projetado pela AEB para 2011, de US$ 8,7 bilhões.

Artigo anteriorMocinhos&bandidos
Próximo artigoBiruta em Miami
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Quem ganha com desempenho do PIB brasileiro

Setores beneficiados pelo dólar crescem, enquanto desemprego bate recorde.

Alta recorde de commodities vai continuar por quanto tempo?

Diante de juros baixos, especulação vai para ativos reais.

Projeto de AMLO não atrai classe média mexicana

Presidente consegue vitórias nas eleições, mas perde voto urbano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Anvisa, vacinas e mortes

Por Pedro Augusto Pinho.

Só 2% de 1,3 bi de pessoas receberam dose da vacina na África

Continente precisa de 225 milhões de doses para cumprir meta até setembro.

Unctad: Após covid planeta deve ter recuperação mais verde e inclusivo

Fórum promove o diálogo sobre como o comércio pode contribuir para um mundo mais próspero, inclusivo e sustentável, que beneficie as pessoas.

Ethimos abre 34 vagas de emprego no estado de SP

Oportunidades são para a capital e oito cidades do interior.