Apoio sem fiscal

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, manifestou apoio à reivindicação de trabalhadores da construção civil de São Paulo que cobram mais segurança nas obras. Na manhã desta segunda-feira, cerca de 8 mil operários do setor, segundo o Sindicato da Construção Civil paulistas, fizeram uma passeata no centro da capital para protestar contra a situação.
“É uma reivindicação justa dos trabalhadores. Estamos à disposição para ajudá-los, mas não há fiscais para todas as obras”, disse Lupi, após participar do 1º Fórum Estadual de Aprendizagem, no Rio, acrescentando: “Precisamos de uma compreensão maior do setor empresarial. Muitos trabalhadores estão em cima de andaimes sem capacete e sem equipamentos de proteção”.

Ativos e passivos
Uma norma brasileira de contabilidade (NBC) sobre informações de natureza ambiental é a proposta do Conselho Federal de Contabilidade (CFC). A iniciativa, pioneira, visa a normatizar a maneira como as organizações devem registrar o envolvimento com as questões ambientais. A nova norma será debatida durante o Congresso Internacional de Contabilidade Socioambiental – Csear Congress, de 27 a 28 de julho, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, campus Praia Vermelha.
A proposta permitirá que as organizações possam reconhecer, classificar e mensurar seus desempenhos, sejam eles passivos ou ativos ambientais. O Csear contará com a presença de Rob Gray, autor do primeiro livro no mundo que trata de contabilidade ambiental. Durante o encontro Gray abordará o tema “Os caminhos da pesquisa em contabilidade social e ambiental”.

Brasil no mundo
“O Brasil e o Panorama Geopolítico Mundial” será o tema do debate nesta terça-feira entre o comandante Guilherme Sandoval Góes e os civis e militares participantes do XXXV Ciclo de Estudos de Política e Estratégia da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg-Rio), que buscam soluções para os problemas do Brasil.

Consciência cidadã
Estão abertas até o próximo dia 31 as inscrições para quatro cursos de extensão do Centro de Cidadania da Praia Vermelha, programa da Escola de Serviço Social da UFRJ (ESS) que tem o objetivo de democratizar o conhecimento produzido na universidade e promover a formação de uma “consciência cidadã”. O projeto vai oferecer, no segundo semestre, os cursos de formação política, terceira idade, políticas públicas para atenção ao uso nocivo de álcool e outras drogas e informática básica, direcionada a aplicativos em software livre para o trabalho social e acadêmico. As inscrições devem ser feitas, das 9h às 12h, na Secretaria da Direção da ESS. O endereço é Avenida Pasteur 250, no campus da Praia Vermelha, Rio de Janeiro. Será respeitada a ordem de inscrição.

Questão de fé
A população chimu, que vivia no Peru e foi dominada pelos incas poucos antes da chegada dos espanhõis, fazia sacrifícios humanos para aplacar a intensidade do El Niño – isso pelo menos 400 anos antes de inventarem o motor a combustão. Visto hoje, 600 anos depois, a imolação realizada pelos chimus é vista como algo primitivo e sem efeito prático. Mas ninguém duvida que os chefes religiosos da tribo tinham certeza de que estavam fazendo o correto para aplacar a fúria dos deuses.
No século XXI, a tribo dos “verdes” acredita que se pode reduzir a emissão de CO2 – e quiçá combater o “aquecimento global” – limitando a emissão de gases pelo gado. Como será que os estudiosos abordarão o assunto da flatulência bovina daqui a, digamos, uns 200 anos?

Vargas e Brizola
O Estado do Rio de Janeiro passou a ter em seu calendário o Dia Estadual da Consciência Trabalhista. A idéia do projeto do deputado Paulo Ramos, líder do PDT na Alerj, sancionado pelo governador Sérgio Cabral no início de julho, é homenagear os grandes líderes trabalhistas como Vargas, Jango, Brizola e Darcy Ribeiro, entre tantos outros, e, ao mesmo tempo, contribuir para manter vivo um dos mais importantes pensamentos políticos e sociais brasileiros. Na justificativa do projeto, o líder do PDT explica: “A data escolhida, 22 de janeiro, é o dia de nascimento do ex-governador Leonel Brizola, maior expressão contemporânea do pensamento, da consciência e da ação trabalhista.”

Artigo anteriorCoisa de louco
Próximo artigoConta-gotas
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Quem ganha com desempenho do PIB brasileiro

Setores beneficiados pelo dólar crescem, enquanto desemprego bate recorde.

Alta recorde de commodities vai continuar por quanto tempo?

Diante de juros baixos, especulação vai para ativos reais.

Projeto de AMLO não atrai classe média mexicana

Presidente consegue vitórias nas eleições, mas perde voto urbano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Anvisa, vacinas e mortes

Por Pedro Augusto Pinho.

Só 2% de 1,3 bi de pessoas receberam dose da vacina na África

Continente precisa de 225 milhões de doses para cumprir meta até setembro.

Unctad: Após covid planeta deve ter recuperação mais verde e inclusivo

Fórum promove o diálogo sobre como o comércio pode contribuir para um mundo mais próspero, inclusivo e sustentável, que beneficie as pessoas.

Ethimos abre 34 vagas de emprego no estado de SP

Oportunidades são para a capital e oito cidades do interior.